Atualização na Ferramenta TradeMail

Temos muitas atualizações na nossa ferramenta TradeMail. Não é nenhum segredo que o sistema de relatórios estava parecendo um pouco… velho. Os dados foram úteis, mas toda a seção nos lembrou da TradeMail de 4 anos atrás em termos de estilo e de fluxo. Corrigimos e adicionamos um pouco de informação para os recursos mais recentes como por exemplo as séries automatizadas.

Aqui um resumo do que adicionamos:

  • Uma atualização de interface do usuário que tornam as coisas mais claras e mais fáceis de utilizar;
  • Uma nova maneira de ver todas as suas campanhas em uma lista;
  • Novos relatórios de GEO localização em tempo real, incluindo: mapa, lapso de tempo, e mapa de calor;
  • Introduzimos cartões de contato que aparecerão quando você passar o mouse sobre um contato (será lançado em toda a plataforma em breve);
  • Agora você pode usar uma única pasta para armazenar campanhas regulares e séries automatizadas juntas;
  • Novos relatórios de séries automatizadas;

Você vai notar que removemos o velho “Denunciar usuário” e “Relatório de Lista” Estamos trabalhando em um novo relatório que será muito melhor.

Qual será o próximo?

Em breve estaremos adicionando algumas opções menores (como a classificação de dados) em todos os relatórios. Estamos trabalhando também, em alguns novos relatórios para adicionar tais capacidades de comparar as campanhas, uma análise mais profunda de contato/explorações, e relatórios para outros tipos de dados (CRM/Promoções, Site e Acompanhamento de eventos, etc.).

Será que você tem um tipo específico de relatório (ou opção de relatório) que gostaria de ver acrescentado? Avise-nos comentando.

Por que contratar uma empresa de E-mail Marketing?

A popularidade do e-mail marketing como um meio digital eficiente e de resultados faz com que muitas empresas se utilizem de forma primitiva e distorcida, causando prejuízos para  as suas marcas. Por isso, apresentamos alguns dos motivos para se contratar mais do que uma ferramenta, uma equipe de profissionais especializada que acompanhe todos os processos do seu e-mail marketing.

 

Limitação técnica

A limitação técnica é um dos principais obstáculos para aqueles que trabalham o e-mail marketing de forma amadora. Os servidores limitam a quantidade de envios, em alguns casos é permitido enviar de 50 em 50 e-mails. E se você faz um disparo para uma quantidade de 1.000 e-mails, por exemplo, a velocidade faz uma grande diferença.  Além do trabalho a demora na entrega dos e-mails prejudica muitas vezes a estratégia da promoção se for por tempo limitado. Isso faz com que empresas especializadas trabalhem com vários servidores e IP´s para comportar grandes quantidades de e-mails por conexão ou por tempo, respeitando as políticas dos provedores, evitando altos custos de infraestrutura, manutenção e preocupação com os aspectos técnicos para sua empresa.

 

Base de dados

O banco de dados é patrimônio da sua empresa, por isso, precisa de cuidados especiais para mantê-lo sempre atualizado. Você precisa de recursos que garantam que os registros de contatos que não desejam mais receber suas mensagens (opt-out) e de bounces (e-mails devolvidos) sejam retirados de suas listas e não voltem em momento algum.  Certos servidores podem rejeitar seus e-mails válidos se a sua lista conter muitos e-mails inválidos.  Não compre banco de e-mail, não funciona, existem ofertas tentadoras pela internet, na verdade são e-mails fabricados e a maior parte são e-mails inválidos.

 

Reputação do domínio

Mesmo que a sua lista de e-mails seja Opt-in (contatos que autorizaram), em algum momento pode ser denunciado como spammer e seu IP/domínio pode ser cadastrado em algum blacklist causando sérios prejuízos para sua empresa.  Contratando uma empresa especializada além de não utilizar seu IP as blacklists são consultadas constantemente para certificar se o seu domínio não consta em nenhuma dessas listas negras.

 

Entregabilidade

Para os provedores tudo é spam. Criam-se regras cada vez mais rigorosas diminuindo consideravelmente as taxas de entrega. Eles não estão preocupados em saber se a sua lista de contatos é opt-in, por isso, contratar uma boa ferramenta de e-mail marketing já não é mais o suficiente. Existem centenas de empresas que oferecem serviços de e-mail marketing a preços muito baixos, desconfie, evite trabalhar com empresas que colocam seu e-mail em fila de espera, procure uma empresa que trate o e-mail marketing como mídia e não apenas como uma ferramenta. É claro que é necessário um ambiente com velocidade no envio e qualidade na entrega, mas que seja fundamental que os especialistas de fato participem do processo de suas campanhas, cuidando de todos os detalhes que influenciam no resultado, como o título, tipo de letra, quantidade de caracteres, análise minuciosa no código do seu HTML para avaliar o nível de qualidade da campanha e assim evitar que sua mensagem seja barrada em filtros anti-spam.

 

Recursos

Existem ferramentas que oferecem recursos com base em ações passadas e futuras dos assinantes e que permite mensurar resultados e enviar novas campanhas estratégicas para o seu negócio.  Faça um teste com a nossa TradeMail  sem nenhum custo para sua empresa, nossa equipe está a disposição para ajudá-lo  desde a criação de sua lista até o disparo da sua campanha . Contate-nos

Dica: Como aumentar a eficácia das suas campanhas de e-mail marketing

Com o recurso “Divisão da campanha teste” em apenas alguns cliques você pode testar duas ou mais versões de sua campanha de e-mail marketing e verificar qual versão tem mais chance de sucesso.


Ao optar por este método de envio do nosso sistema você pode ao invés de adivinhar a preferência de seus assinantes de qual a melhor mensagem, testar com um pequeno grupo antes de disparar sua campanha que lhe trará melhor retorno. Cada grupo pode ser representado por uma parte da lista definidos em percentual que pode ser 10%, por exemplo, e depois de um período estabelecido de horas, dias, semanas ou até meses nossa ferramenta verifica qual a mensagem com melhor taxa de abertura e dispara automaticamente para os 80% restantes da lista.
Acesse nosso site e veja mais detalhes sobre este recurso.

Por: Airton H. Schaeffer

Dados de localização geográfica já estão disponíveis

A última atualização da ferramenta TradeMail vem com muitas novidades e a geolocalização merece destaque. Todas as contas conseguem capturar os dados de localização geográfica dos seus assinantes. Isto significa que você pode agora identificar código de área, CEP, cidade, região, estado e país.

Os dados de localização geográfica são capturados automaticamente sempre que seus assinantes interagirem com a sua lista e é gratuito para todas as contas.

 

Enviar para regiões específicas através segmentação geográfica

Quer enviar uma campanha para assinantes dentro de uma determinada região, cidade ou país? Para segmentar sua lista você tem agora opção de localização geográfica.

 

Personalizar campanhas com dados GEO

Personalize suas campanhas com dados de localização geográfica, assim como você pode personalizar com seu nome de assinantes, e-mail, e campos personalizados. Basta clicar em “Personalizar” e selecione os dados que você gostaria de mostrar em sua campanha.

 

Criar conteúdo condicional para locais específicos GEO

Crie dentro de uma campanha conteúdo condicional para diferentes cidades ou estados com combinações de dados de localização geográfica, e muito mais.

Dicas para a produção de um e-mail marketing mais eficaz

Para produzir um e-mail marketing que seja entregue na caixa de entrada, tenha mais aberturas, mais cliques, e por fim, traga mais resultados para sua marca existem algumas dicas a serem seguidas na hora da criação do seu e-mail.  São alguns detalhes que fazem grande diferença.

Otimize sua campanha para web

  • Garanta que seu conteúdo mais relevante esteja no topo, nos três primeiros centímetros. É o primeiro local para onde os olhos se dirigem ao ler, aproveite para captar a atenção do usuário.
  • Utilize imagens com no máximo 650px de largura para garantir que não será cortada.
  • Utilize sempre imagens em .JPG ou .GIF com 72DPI de resolução.
  • Utilize imagens em JPG para elementos gráficos maiores com maior transição de cores, como fotos. O GIF é perfeito pra elementos menores que contém menor complexidade de cores, como botões, por exemplo.
  • Fatie as imagens e faça a montagem do HTML em tabelas.
  • Evite qualquer outro formato que não seja JPG e GIF para imagens. Você pode estar tentado a salvá-los em PNG, mas não é uma boa idéia. O PNG aumenta muito o tamanho do arquivo.
  • Se você criar o e-mail marketing no Photoshop, utilize a opção “Save for web” na hora de salvar e verifique para que a soma de todas as fatias não ultrapassem 200kb.
  • Salvar o JPG em 80% de qualidade e em 50% pode não fazer grande diferença em termos visuais e diminui muito o tamanho do seu arquivo. Vá diminuindo a qualidade de sua imagem até o mínimo possível, sem que ela fique distorcida.
  • Sempre coloque ALT tags no HTML, altura e largura nas imagens para evitar que as imagens bloqueadas prejudiquem com o design de seu e-mail.
  • Utilize “style=”display:block” depois de cada “img” no código html.
  • utilize “border=0” na montagem do HTML para evitar as tarjas brancas entre uma imagem fatiada e outra.
  • Antes de enviar o template, certifique-se de que o caminho de todas as imagens está correto.
  • Para garantir que o layout de seu template seja visualizado perfeitamente procure fazer testes utilizando o Internet Explorer e o Firefox.
  • Para testar o layout e verificar se a sua mensagem será classificada como spam, crie contas de e-mail gratuitas (hotmail, yahoo, ig, gmail, etc.) e faça envios de teste. Fazendo isso, você garante que sua mensagem será visualizada corretamente pelos usuários e verifica se o template poderá ser classificado como spam em vários provedores.
  • Se for imprescindível o uso de palavras que possam ser barradas pelos anti-spams, gere uma imagem dessa palavra.

A TradeMidia dá valor para estes detalhes e sempre os pratica, assim como está a disposição para dar todo o suporte e responder todas as dúvidas em relação ao e-mail marketing. Sinta-se a vontade para questionar nos comentários!

Dica: Não use acentuação no Subject

 

O uso de acentuação em caracteres no campo subject do e-mail marketing é o tema do nosso post de hoje. O resultado de nossas campanhas muitas vezes estão nos detalhes. A importância do assunto numa campanha já é de conhecimento de todos, o que muitos não sabem, é que a acentuação no campo “assunto” gera erros em alguns servidores de e-mails.

 

Trata-se de um problema de longa data, maquinas de diferentes tipos e fabricantes sempre tiveram suas maneiras particulares de representar os alfanuméricos. Na década de sessenta se iniciou o uso de um código comum conhecido por ASCII (Código Padrão Norte-americano para Intercâmbio de Informações), usado para representar os caracteres que usa uma escala do decimal 0 a 127, para converter símbolos em números binários.

Existem novos conjuntos de caracteres, como por exemplo, a ISO: “International Standardization Organization” – É o padrão ocidental, utilizado também no Brasil. Cada caractere só possui 1 byte ( 8 bits ), gerando um máximo de 256 caracteres e o UTF-8: “Unicode Transformation Format-8”- que é o padrão mundial, que pode ser usado em quase todos os idiomas.

O grande problema é que não existe um padrão de configuração para que todos os servidores recebam e-mails com acento. Algumas máquinas encarregadas de fazer a retransmissão da mensagem (servidores de e-mails dos destinatários) não conseguem interpretar normalmente as acentuações, substituindo-as por códigos.

Por isso, recomendamos não utilizar a acentuação nem caracteres especiais no SUBJECT (assunto) de suas campanhas de e-mail marketing. Muitos colocam ao final uma observação como esta “Os assuntos dos e-mails não são acentuados porque alguns servidores não reconhecem acentos”. Não use acentos gráficos (!, ?), evite termos de baixa reputação (promoção, imperdível, crédito, etc) dica de um post anterior, e nunca, use um subject em caixa alta. Lembre-se também em limitar o subject a não mais que 50 caracteres.

Quando consideramos o e-mail como lido

Nossa ferramenta TradeMail considera um e-mail aberto ou lido quando um contato  recebe a mensagem e suas imagens são exibidas ou quando – mesmo não sendo exibidas – o usuário clica em qualquer link do e-mail.

Por segurança, quase todos os leitores de e-mail bloqueiam as imagens quando a pessoa abre a mensagem. No Gmail, por exemplo, pergunta se você deseja visualizar a imagem:

Depois de autorizada a visualização é que a TradeMail registra a abertura considerando o e-mail como lido. Caso não seja autorizada pelo assinante a visualização mas clicar em qualquer link do e-mail (incluindo link para redes sociais, envie para um amigo, links especiais no cabeçalho ou rodapé, etc.) a TradeMail registra a abertura.  São registradas as  aberturas únicas e não únicas – aqueles e-mails abertos mais de uma vez.

Nossa dica é que você incentive a abertura de suas mensagens, através do assunto do e-mail  e texto das imagens (com frases criativas e instigantes). Quanto maior o interesse de seus assinantes na abertura e nos cliques, maior será a eficácia na taxa de abertura dos próximos envios.

 

Por: Airton Hilário Schaefer

 

O que é mídia social para sua empresa?

 

Esse é um tema frequentemente debatido e muitas empresas gostariam de dominar e entender toda essa revolução que a internet vem passando. Todas as suas transformações desde o surgimento da web 2.0 e do avanço das redes sociais. Na verdade a maioria das empresas ainda olha para as mídias sociais como um lugar com uma grande audiência para veicular o seu comercial.

O primeiro grande desafio é o fator cultural, as empresas e agências de publicidade estão acostumadas a calcular GRP de um veículo de mídia ou programação que possuem grande audiência para atingir o seu público-alvo. Trabalham a verba do cliente utilizando várias outras formulas como CPM, CPP, entre outras, para alcançar o melhor investimento. E nas mídias sociais compramos audiência?

Marcelo Coutinho diretor de Análise de Mercado do IBOPE Inteligência em seu artigo “Quanto vale uma rede social ?”  , nos faz refletir e ajuda a entender e a melhor conceituar uma rede social. Para Marcelo Coutinho é um equivoco medir o valor de uma rede social pela sua audiência, pois equivale a igualar um “espectador” a um “amigo” ou “inimigo”.

“Uma rede social é algo infinitamente mais valioso que uma audiência, mas ao mesmo tempo é mais fluida, menos passiva e mais instável.

Ela não se baseia em critérios “imobiliários” de compra e venda de “espaço” entre seus integrantes, como na mídia tradicional. Sua “moeda” é outra: a capacidade de mobilizar indivíduos (ou avatares) em torno de um tema. Esta capacidade tem um conceito equivalente ao que na sociologia é chamado de “capital social”.

Eu prefiro chamar Rede Social de “Mídia Social” porque redes sociais sempre existiram mesmo antes do surgimento da internet, nossa comunidade é uma rede social composta por pessoas que interagem entre si. É claro que a mídia tradicional e mídia social são parecidas e podem ser exploradas para trabalhar qualquer marca, porque são meios de comunicação e com grande valor de resultado.

A grande diferença a meu ver está na “Comunicação”, na mídia tradicional a ação publicitária é predatória e muitas vezes com mensagens indesejáveis, enquanto que na mídia social é participativa, as pessoas conversam e esperam que as marcas façam o mesmo, com informações relevantes e úteis para elas. O expectador confia cada vez menos na propaganda paga, a prova está no resultado da pesquisa realizada pela empresa americana Edelman de Relações Públicas dos EUA. Embora sem dados para o Brasil, o levantamento apontou que para os jovens adultos americanos (entre 25 e 34 anos), a Wikipédia, os blogs e o YouTube superam em credibilidade a propaganda tradicional, quando o assunto são empresas.

Qual a credibilidade de cada fonte de informação sobre uma empresa?* 



 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Blog do digital age. 
Pesquisa : Trust Barometrer 2008, Edelman (*somente respostas “extrema credibilidade” ou “muita credibilidade”)

A comunicação de uma empresa nas mídias sociais deve ser permanente e não sazonal, por períodos como é feita na mídia tradicional. Como diz o Marcelo em seu artigo “Capital social não se “compra”, se constrói. Através de interações relevantes, recíprocas e duradouras-ou seja, um projeto de comunicação com redes sociais não vai caber na régua estreita do “ROI” de orçamentos mensais. Mais do que grandes números –ou investimentos— exige um trabalho constante e perene.

Com a Mídia Social  conversarmos com os nossos clientes em grande escala, respondemos os seus elogios, opiniões e também as críticas, podemos monitorar o que estão falando de nossa empresa e solucionar um problema muitas vezes em tempo real.

Não se engane ao pensar que todos os seus clientes estão satisfeitos com sua empresa, por isso, atenda as necessidades desses clientes antes que disseminem suas insatisfações em suas redes sociais.

Por: Airton Hilário Schaefer 

Dica: Segmentação do seu e-mail marketing

Uma das técnicas mais poderosas para aumentar a eficácia de sua campanha de e-mail é segmentar suas listas com e-mails mais direcionados. nike air max 90 femme A TradeMail oferece uma variedade de ferramentas para facilitar a segmentação de suas listas:  

  • Segmentar as suas listas com base em qualquer informação demográfica. adidas zx 500 TradeMail permite uma quantidade ilimitada de campos personalizados, oakley half jacket você pode diferenciar o e-mail dos seus assinantes com base em qualquer métrica que é útil para sua empresas – incluindo sexo, oakley military law idade, adidas boost localização, new balance 574 ou preferências pessoais declaradas.
  • Enviar mensagens direcionadas a cada segmento de e-mail aumenta a resposta do consumidor. Nike Air Max 1 Men Os clientes irão apreciar a receber somente as mensagens que são relevantes para eles.

Não há limite para segmentos, cheap air max você pode criar uma quantidade ilimitada de listas e cada segmento pode ser baseado em qualquer número de critérios.

Dicas: A importância do assunto no Email Marketing

Uma das coisas mais importantes para chamar a atenção de um contato no email marketing é o campo de assunto. New Balance femme Adidas Heren Afinal, é a primeira coisa que o usuário verá na sua caixa de entrada, e terá grande peso na hora de decidir se será ele aberto ou não. adidas superstar Nike Air Max Baratas Aqui vão algumas dicas simples para atrair a atenção dos seus contatos:

  • Não utilize somente letras maiúsculas. Você não está gritando com seu contato, não há razão para dar essa impressão. ASICS Gel Pulse 7 pour Femme Essa é uma característica conhecida de spammers e você não quer ser confundido. New Balance Homme Running Asics Sneakers Pour Femme Quando você utiliza somente letras capitais no assunto, a pontuação de Spam aumenta consideravelmente, o que reflete a maior probabilidade do seu email ser direcionado para o lixo.
  • Cuidado com o tamanho do assunto. Muitos leitores de email mostram somente os primeiros caracteres do assunto, o que pode deixar o seu assunto cortado pela metade e sem sentido se for muito grande. adidas stan smith Nike Air Max 2016 Dames Blauw O ideal é que o campo subject (assunto) não passe de 50 caracteres.
  • Evite palavras típicas de spam como “Ofertas”, “Já”, “Ganhe”, “Desconto”, “Dinheiro”, etc. Clique aqui e confira a lista completa de palavras que devem ser evitadas. nike pas cher 2017 Essas palavras também aumentam a sua pontuação de Spam. air jordan pas cher goedkoop nike air max nederland Pense que ao invés de dizer “Super Promoção de Panelas” você pode passar a mesma informação com o assunto “Semana das Panelas na [nome da loja]”.
  • Seja claro. Evite assuntos genéricos como “Informativo”, “Newsletter” ou “Palestra”. UGG Men For Sale nike air max goedkoop Informe o seu contato claramente sobre o conteúdo daquele email.


  • Faça testes. Nossa ferramenta TradeMail permite que você envie e-mails dois assuntos diferentes para uma amostra da sua base, aquela que tiver mais aberturas será enviada para o restante, que é a maior parte da base. Nike Air Max bw Baskets asics pas cher Você pode entender melhor sobre esse recurso clicando aqui.